Fale com a Open
Oi, Tem alguma dúvida sobre o que a gente faz? Dá uma olhada nas perguntas frequentes, de repente sua resposta já está lá. Se não estiver, não se preocupe, mande um alô ali embaixo que a gente te responde.
1 Existe limite de idade para fazer o programa?

Não, o curso é aberto para qualquer interessado que tenha a partir de 16 anos.

2Quando se inicia o curso?

A grande maioria das escolas oferece o curso durante o ano todo, a única exigência é que o aluno inicie numa segunda-feira pois é o dia da semana que a escola aplica o teste inicial a todos os novos alunos.

3 Quais os tipos de acomodação?

A acomodação é oferecida pela própria escola escolhida pelo aluno, sendo que podem variar entre: Homestay: são famílias selecionadas na cidade escolhida e que recebem o aluno oferecendo além da estrutura da casa, também um quarto e um banheiro – individual ou compartilhado. É o tipo de acomodação mais completa, pois através dela o aluno tem acesso a conviver com os hábitos e costumes do país, geralmente tem as refeições incluídas no pacote além de praticar a língua nativa 100% do tempo. Esse tipo de acomodação é a mais em conta para o aluno, porém as famílias geralmente moram em locais que ficam entre 30 à 50 minutos da escola. Residência estudantil: nas residências estudantis geralmente moram estudantes de outros países que assim como você estarão lá para estudar inglês. Os quartos podem ser individuais ou compartilhados e geralmente há uma cozinha comunitária onde os próprios alunos preparam suas refeições. É ideal para o aluno que prioriza ter mais independência e quer ficar mais próximo à escola. Hostel: muito semelhante à residência estudantil, a diferença é que no Hostel o aluno não conviverá apenas com outros estudantes internacionais mas também com viajantes de outros lugares que estarão ali em virtude de turismo, trabalho, etc... Campus universitário: disponível para alguns programas, nessa opção o aluno fica em dormitórios dentro de uma universidade, há opções com ou sem refeição incluída. A convivência geralmente ocorre com os alunos que frequentam o mesmo programa. Hotel: para o aluno que prefira mais independência e privacidade o hotel é a opção ideal, a desvantagem seria o custo mais alto e a não-convivência / menor convivência com falantes nativos e outros estudantes internacionais.

4Caso eu opte pela homestay, eu deveria levar algum presente para a família hospedeira? O quê?

É extremamente simpático levar algum presente do Brasil como forma de agradecimento à família em recebê-lo. Algumas sugestões que costumam agradar: chinelos de dedo, camisetas do Brasil, cremes de beleza com ingredientes típicos do Brasil, doces típicos (ex.: doce de leite, cocada, chocolates, etc...) artesanatos, etc... Existem livros turísticos sobre o Brasil (em inglês) com fotos e com explicações sobre a cultura, os costumes, as festas, etc, que também são uma excelente lembrança e você ainda pode escrever uma dedicatória para eles.

5O que eu preciso levar na mala?
Além de roupas e itens pessoais, é importante levar toalhas de banho. Não é necessário levar roupas de cama.
6Se o país é frio, devo comprar as roupas aqui ou lá?

Você pode usar as roupas de inverno brasileira mesmo nos países com inverno rigoroso pois geralmente lá eles se vestem em camadas já que praticamente todos os lugares (casa, escola, ônibus, shoppings, etc...) possuem sistema de aquecimento, ou seja, o ideal é que você adquira um bom casaco/jaqueta lá para usar em ambiente externo e use roupas “normais” por baixo dele para estar nos ambientes aquecidos (roupas brasileiras). Indicamos que você adquira um bom calçado por lá pois existem boas opções waterproof (à prova de água) e antiderrapante, os quais são muito indicados se você for conviver diariamente com a neve. Essas roupas mais adaptadas ao clima de inverno geralmente têm preços bem mais acessíveis lá do que se você for procurar comprá-las aqui no Brasil.

7Vou precisar de visto?

Depende do tempo de duração do curso, da carga horária do mesmo e do país escolhido.

8Como é o processo de visto para o Canadá?

Para programas de estudo com duração inferior a 6 meses o visto a ser requerido é o de residente temporário (turismo) que após concedido tem validade de 5 anos (ou durante o prazo de validade do passaporte). O processo para análise do pedido de visto leva em média 14 dias e as taxas consulares custam por volta de R$ 329,94*. Para programas de estudos com duração superior a 6 meses o visto necessário será o de residente temporário (estudante). O processo para análise do pedido de visto leva em média 60 dias e as taxas consulares custam por volta de R$ 454,94*. Além do visto de estudante permitir ao aluno permanecer mais tempo no Canadá, a diferença básica é que o visto de estudante demora um tempo maior para ser aprovado, há necessidade de passar por exames com médicos credenciados pelo Consulado e as taxas consulares são um pouco mais altas. * as informações contidas aqui podem sofrer alterações pois dependem da política governamental de cada país. Igualmente, o valor das taxas consulares podem sofrer variação sem aviso prévio. Dúvidas, consulte diretamente o site do Consulado: http://www.canadainternational.gc.ca/brazil-bresil/offices-bureaux/services_sao.aspx?lang=por

9Como é o processo de visto para a Austrália?

Para programas de até 12 semanas o visto requerido é o visto de turismo, geralmente o prazo de validade do visto para que o aluno entre no país é de até 1 ano e o prazo de permanência é de 3 meses. O processo para análise do pedido de visto leva em média 10 dias úteis e as taxas consulares custam por volta de $ 132,00 (dólares australianos). Para os alunos que tenham intenção de permanecer mais do que 12 semanas (independente do programa), o visto é o de estudante. Geralmente o tempo de permanência no país é a duração do curso + 30 dias. O processo para análise do pedido de visto leva em média 30 dias úteis e as taxas consulares custam por volta de R$ 1.202,00. Uma característica do visto de estudante para a Austrália é que ele permite que o estudante trabalhe legalmente durante 20 horas semanais durante todo o tempo de estudo, além disso, também permite que haja dependentes do visto como cônjuges e filhos. * as informações contidas aqui podem sofrer alterações pois dependem da política governamental de cada país. Igualmente, o valor das taxas consulares podem sofrer variação sem aviso prévio. Dúvidas, consulte diretamente o site da Embaixada: http://www.brazil.embassy.gov.au/brasportuguese/Visas_and_Migration.html

10Como é o processo de visto para os Estados Unidos?

Para os brasileiros que já possuem o visto americano de turismo é possível utilizar o mesmo para estudar em programas com carga horária de até 18 horas semanais pelo período máximo de 6 meses, que é geralmente o prazo máximo de permanência que o oficial da imigração pode conceder para a pessoa que ingressa no país como turista. Para estudantes que queiram estudar num curso com carga horária maior ou por prazo superior será necessário requerer o visto de estudante. Para isso, é importante verificar se a escola americana escolhida tem autorização para a emissão do formulário I-20. O visto a ser solicitado para esses casos é o F-1, o qual permite que o aluno entre nos Estados Unidos até 30 dias antes da data do programa iniciar e permaneça no país por até 60 dias após a conclusão do curso. O valor das taxas consulares custam por volta de R$ 480,00*. * as informações contidas aqui podem sofrer alterações pois dependem da política governamental de cada país. Igualmente, o valor das taxas consulares podem sofrer variação sem aviso prévio. Dúvidas, consulte diretamente o site do Consulado: http://portuguese.brazil.usembassy.gov/pt/visas.html

11Como é o processo de visto para a Inglaterra?

Para programas com duração de menos de 6 meses o estudante brasileiro não necessita ter um pré-visto para ir para a Inglaterra. Na verdade, o visto é concedido na entrada do aluno no país, para isso é importante portar na bagagem de mão todos os documentos necessários (Consulte-nos). Importante mencionar que uma vez que o aluno tenha ingressado no país com a finalidade estudar por menos de 6 meses ele receberá o visto de Student Visitor e este não pode ser estendido e nem trocado, ou seja, caso queira mudar seu visto, precisará retornar ao Brasil e aplicar para o visto desejado. Já para programas que durem de 6 até no máximo 11 meses o aluno precisará ainda no Brasil pagar uma taxa chamada de “health surcharge” que é necessária para o aluno ter acesso ao sistema de saúde pública do Reino Unido. A taxa custa 150 libras e é válida por 1 ano. Além disso, o aluno precisará aplicar para o Study Visa que pode durar: Até 6 meses – valor de 85 libras*. De 6 meses a 11 meses – valor de 162 libras* (permitido apenas se você estiver estudando numa escola de inglês). Esse visto não exige comprovação de conhecimento no idioma inglês para ser concedido e não permite trabalho, extensão ou levar dependentes. Outro visto possível de ser solicitado é o TIER4 (que existe para adulto e para crianças e adolescentes – idade: de 4 a 17 anos). Para adulto, além da documentação habitual o aluno precisa conseguir 40 pontos no sistema de classificação britânico. Ele conseguirá 30 pontos sendo aceito por uma instituição inglesa credenciada pela UK Border – essa instituição vai aplicar ao aluno uma prova de inglês para identificar se o nível de inglês do aluno é suficiente para ser admitido no curso. Além disso ele poderá alcançar mais 10 pontos ao comprovar que tem fundos suficientes para se sustentar no país. Esse tipo de visto permite levar dependentes, permite extensão e em alguns casos também permite trabalho. Além disso pode ser dado na modalidade múltiplas entradas, o que permite que o estudante saia e volte para a Inglaterra sem ter que apresentar novamente toda a documentação. O custo desse tipo de visto é de 322 libras* (caso exista dependentes a esse valor deve ser somadas mais 322 libras por pessoa). * as informações contidas aqui podem sofrer alterações pois dependem da política governamental de cada país. Igualmente, o valor das taxas consulares podem sofrer variação sem aviso prévio. Dúvidas, consulte diretamente o site do Consulado: https://www.gov.uk/browse/visas-immigration

12Como é o processo de visto para a Índia?

O visto de estudante para a Índia requer além dos documentos habituais, também o Certificado Internacional de vacinação contra a febre amarela. Esse visto tem validade de 1 ano e custa aproximadamente R$ 335,00*. Geralmente o prazo para análise do pedido gira em torno de 10 dias e o visto é válido por 5 anos ou o tempo de duração do curso (o que durar menos). * as informações contidas aqui podem sofrer alterações pois dependem da política governamental de cada país. Igualmente, o valor das taxas consulares podem sofrer variação sem aviso prévio. Dúvidas, consulte diretamente o site do Consulado: http://www.indiaconsulate.org.br

13Qual o nível de inglês necessário? Como posso saber qual o meu nível?

Não há nível de inglês pré-requerido para ingressar num curso de idioma. Caso o aluno tenha interesse num curso mais específico e quiser saber qual é o nível atual dele, há inúmeras escolas que disponibilizam testes online que identificam o conhecimento do aluno com bastante assertividade, consulte-nos para se submeter a um teste gratuito.

14Quais as opções de carga horária?

Programas de inglês semi-intensivos - geralmente o curso inicia durante a manhã e segue até a hora do almoço. Neste caso dependendo do nível de conhecimento do aluno no idioma ele pode ter mais ou menos opções de escolha em relação às aulas. Além disso, as aulas deverão focar mais em desenvolver gramática e vocabulário. Programas de inglês intensivos – depois do horário de almoço o aluno ainda permanece na escola e cursa alguma área de seu interesse (existem cursos voltados para áreas humanas, para as áreas de arte e fotografia, jornalismo, negócios, etc) ou então escolhe uma aula para exercitar mais a habilidade que precisa aprimorar (audição, fala, escrita ou leitura). Programas de inglês super-intensivo – curso voltado para o aluno que tem necessidade em aproveitar ao máximo o tempo disponível estudando fora do Brasil. Esse programas geralmente se iniciam pela manhã (por volta das 08h30-09h00) e se concluem após às 15h30. * Dependendo do país escolhido há a possibilidade do aluno cursar o período noturno (aulas iniciando no final da tarde e terminando por volta das 21h00).

15Qual a vantagem de contratar uma agência de intercâmbio? Como a OPEN me auxiliará?

As principais vantagens em contratar uma agência no Brasil, especialmente a OPEN: - maior segurança – seu contrato será em português; - orientação – você vai ter suporte em todo o processo desde o planejamento da sua viagem até o seu retorno; - indicação de escolas –a OPEN só trabalha com escolas sérias e consolidadas e já visitou quase todas as instituições oferecidas para comprovar a qualidade do ensino e poderá indicar a mais adequada ao seu perfil. Algo importante para você saber é que não há desconto ou variação alguma de preço se o aluno contratar o curso diretamente com a escola no exterior porque na verdade a remuneração da agência é paga pelas escolas como uma forma de comissão variável pelo número de alunos recrutados pela agência para aquela escola, ou seja, não há vantagem financeira para o aluno em contactar diretamente a escola.

 

Nome


Email


Telefone


O que procura?

Estudar no exterior?Trabalhar no exterior?

A sua mensagem