O Pathway que também é conhecido como “Caminho para a Universidade” é um programa de inglês oferecido por seletas escolas de idiomas para auxiliar os estudantes internacionais a ingressaram em Universidades (graduação e/ou pós-graduação) e cursos técnicos em países de língua inglesa.

Além de desenvolver a proficiência do aluno no idioma, ele também tem a função de preparar o aluno para ingressar no ambiente acadêmico pois muitos estudantes internacionais não são preparados em seus países de origem para o ritmo das aulas, a metodologia e as discussões adotadas nas Instituições de língua inglesa. Com o Pathway o aluno fica apto po exemplo, a apresentar uma palestra em inglês, participar de discussões em grupo, elaborar crítica de artigos, etc.

Além desses benefícios, outro diferencial é que as escolas de idiomas oferecem apoio de um conselheiro para ajudar o aluno na escolha da Instituição para onde ele quer aplicar auxiliando-o em todo o processo (desde o plano de estudos para alcançar o nível de inglês desejado até a documentação que o aluno vai precisar separar para aplicar para a vaga), e o melhor de tudo: a conclusão com êxito no programa da escola de idiomas permite que em muitos casos o aluno seja aceito sem a necessidade de se submeter aos exames de proficiência (TOEFL e IELTS, por exemplo).

PERGUNTAS FREQUENTES

1Qual o nível de inglês necessário para ser aceito no Pathway?

O nível é de intermediário-avançado. Mesmo que o aluno ainda não possua o nível exigido, em geral, mesmo antes dele sair do Brasil é aplicado um teste online (muitas vezes com entrevista via skype ou telefone) para definir qual o prazo necessário para o aluno atingir o nível de inglês exigido para ingressar no programa.

2Qual o tempo de duração do curso Pathway?

O tempo é de acordo com o nível de conhecimento do idioma que o aluno já possua. Para pessoas que já tenham um nível de inglês intermediário-avançado o tempo mínimo do curso é de 6 a 8 semanas.

3Qual a data de início do curso?
A grande maioria das escolas têm turmas iniciando todas as semanas, consulte-nos.
4Quais as vantagens de fazer o Pathway?

As principais vantagens são:

- Se preparar para frequentar om êxito o ambiente acadêmico nas instituições de língua inglesa;

- Introdução ao sistema educacional do país escolhido;

- A poio e a orientação de um conselheiro da escola no decorrer de todo o processo (até o aceite do aluno na Universidade desejada); e

- A maior parte das Universidades isenta o aluno de se submeter aos exames de proficiência.

5O curso de Pathway é indicado para quais alunos?

- Para alunos que pretendem cursar uma Universidade no Exterior, mas que ainda não possuam o nível de inglês desejado;

- Para alunos que queiram fazer uma graduação em países de língua inglesa sem precisar se submeter aos testes de proficiência;

- Para alunos que queiram atingir o nível de inglês exigido pela Universidade, cursá-la e assim ter maiores chances de conseguir ser aprovado para imigração.

- Para alunos que buscam uma segunda graduação, ou que desejem mudar de área e dar um upgrade na sua carreira.

6Como funciona a parte de visto?

Caso o aluno já tenho feito a escolha do curso no Brasil, ele poderá aplicar para o período todo de estudos pois nesse caso ele receberá 2 documentos: o primeiro é a Carta de Aceite da escola de idiomas (com a previsão do tempo de estudo baseado no teste online do aluno).
O segundo documento é uma Carta de Aceite Condicional da própria Universidade escolhida, informando que o aluno foi aceito na condição de concluir com êxito o programa Pathway na escola de idiomas conveniada.

7Quais os cursos disponíveis nas Universidades?

As escolas que oferecem esse tipo de programa possuem parcerias com uma grande quantidade de Universidades e estas disponibilizam inúmeras opções de escolha, as principais áreas são: Artes, Comunicação, Negócios, Administração, T.I., Economia, Engenharia, entre muitas outras.

8Quais os requisitos para ingressar no curso de Pathway e na Universidade?

Os principais são:

- Idade mínima de 18 anos;

- Ensino médio completo com histórico escolar traduzido e juramentado.

No decorrer do processo de aplicação para a Universidade outros documentos podem ser solicitados, inclusive em alguns países é possível solicitar a validação de matérias cursadas no Brasil, o que pode significar redução de custo para o aluno e diminuição do tempo de estudo na Universidade escolhida, consulte-nos para saber maiores detalhes, pois tudo vai depender do país escolhido e da área de formação da pessoa.

9Em quais países o Pathway está disponível?
O programa está disponível no Canadá, Estados Unidos e Austrália.
10Como funciona o Pathway no Canadá?

Os principais são:

- Idade mínima de 18 anos;

- Ensino médio completo com histórico escolar traduzido e juramentado.


No decorrer do processo de aplicação para a Universidade outros documentos podem ser solicitados, inclusive em alguns países é possível solicitar a validação de matérias cursadas no Brasil, o que pode significar redução de custo para o aluno e diminuição do tempo de estudo na Universidade escolhida, consulte-nos para saber maiores detalhes, pois tudo vai depender do país escolhido e da área de formação da pessoa.

Durante o curso de Pathway o aluno vai conhecer melhor como é a estrutura do sistema de ensino e poderá escolher entre cursos profissionalizantes (os chamados Colleges) ou universitários, conforme o curso escolhido a duração são as seguintes:

- Certificados = 1 ano;

- Diplomas = 2 anos;

- Graduação e Bacharelado = 3 a 4 anos.

Importante: Durante o Pathway o aluno ainda não poderá aplicar para o visto de trabalho, isso só é possível depois que ele concluir com êxito o programa de Pathway e obtiver a Carta de Aceite do College / Universidade.
Independente do tipo de curso escolhido após ele ingressar no College / Universidade, ele poderá aplicar para o visto de trabalho, podendo trabalhar até 20 horas semanais durante o curso (nas férias e class-break é permitido trabalhar até 40 horas semanais). Se o aluno for casado, o seu cônjuge neste caso poderá conseguir o visto de trabalho “aberto” o que significa que ele/ela não precisa seguir a regra de limitação das 20 horas semanais.

Se o curso de College / Universidade tiver duração de 8 meses ou mais, após o período de estudo, o aluno poderá aplicar para o chamado PGWP (Post-Graduation Work Permit Program), que dá direito ao aluno trabalhar em período integral (40 horas por semana) pelo mesmo período estudado (Ex.: curso certificado de 1 ano = PGWP de 1 ano).
Caso o curso tenha durado 2 anos, ele poderá aplicar para até 3 anos de PGWP (que é o prazo máximo de concessão para este tipo de visto).
Como o visto do dependente (cônjuge) acompanha o do aluno, a mesma extensão é conferida ao cônjuge.

11Como funciona o Pathway na Austrália?

Na Austrália o aluno deve se submeter a um teste online para verificar se ele já está preparado para ingressar no Pathway. Caso o aluno ainda não possua o nível de inglês exigido, a escola de idiomas já é capaz de calcular qual o tempo de curso necessário para o aluno se preparar para cursá-lo.

Em qualquer caso, as atuais regras de visto australianas permitem que os alunos que ingressem no país como estudantes para cursos com duração superior a 12 semanas receba o visto de trabalho, portanto, o aluno poderá trabalhar desde o primeiro dia de aula (até 20 horas semanais durante o período de estudo ou em período integral durante os períodos de férias escolares).

Durante o curso de Pathway, haverá um conselheiro na escola para orientar os alunos na escolha da melhor Universidade / Curso, levando em conta os objetivos e o perfil de cada um.

Se o curso escolhido pelo aluno está dentro de sua área de formação no Brasil, é possível submeter e conseguir a validação de algumas matérias, mas isso obviamente depende da área de formação, consulte-nos.

12Como funciona o Pathway nos Estados Unidos?

Nos Estados Unidos o aluno deve se submeter a um teste online para verificar se ele já está preparado para ingressar no Pathway. Caso o aluno ainda não possua o nível de inglês exigido, a escola de idiomas já é capaz de calcular qual o tempo de curso necessário para o aluno se preparar para cursá-lo.
As regras atuais norte-americanas não permitem visto de trabalho para estudantes universitários internacionais, entretanto, há algumas possibilidades disponíveis para o período pós-graduação.

13 Onde vou morar? Quais os tipos de acomodação?

A acomodação é oferecida pela própria escola escolhida pelo aluno, sendo que podem variar entre:

Homestay: São famílias selecionadas na cidade escolhida e que recebem o aluno oferecendo além da estrutura da casa, também um quarto e um banheiro – individual ou compartilhado. É o tipo de acomodação mais completa, pois através dela o aluno tem acesso a conviver com os hábitos e costumes do país, geralmente tem as refeições incluídas no pacote além de praticar a língua nativa 100% do tempo. Esse tipo de acomodação é a mais em conta para o aluno, porém as famílias geralmente moram em locais que ficam entre 30 à 50 minutos da escola.

Residência estudantil: Nas residências estudantis geralmente moram estudantes de outros países que assim como você estarão lá para estudar inglês. Os quartos podem ser individuais ou compartilhados e geralmente há uma cozinha comunitária onde os próprios alunos preparam suas refeições. É ideal para o aluno que prioriza ter mais independência e quer ficar mais próximo à escola.

Hostel: Muito semelhante à residência estudantil, a diferença é que no Hostel o aluno não conviverá apenas com outros estudantes internacionais mas também com viajantes de outros lugares que estarão ali em virtude de turismo, trabalho, etc...

Hotel: Para o aluno que prefira mais independência e privacidade o hotel é a opção ideal, a desvantagem seria o custo mais alto e a não-convivência / menor convivência com falantes nativos e outros estudantes internacionais.

14Caso eu opte em ficar numa homestay, eu deveria levar algum presente para a família hospedeira? O quê?

É extremamente simpático levar algum presente do Brasil como forma de agradecimento à família em recebê-lo.

Algumas sugestões que costumam agradar:

Chinelos de dedo;

Camisetas do Brasil;

Cremes de beleza com ingredientes típicos do Brasil;

Doces típicos (ex.: doce de leite, cocada, chocolates, etc...);

Artesanatos.

Existem livros turísticos sobre o Brasil (em inglês) com fotos e com explicações sobre a cultura, os costumes, as festas, etc, que também são uma excelente lembrança e você ainda pode escrever uma dedicatória para eles.

15O que eu preciso levar na mala?
Além de roupas e itens pessoais, é importante levar toalhas de banho. Não é necessário levar roupas de cama.
16Se o país é frio, devo comprar as roupas aqui ou lá?

Você pode usar as roupas de inverno brasileira mesmo nos países com inverno rigoroso pois geralmente lá eles se vestem em camadas já que praticamente todos os lugares (casa, escola, ônibus, shoppings, etc...)
possuem sistema de aquecimento, ou seja, o ideal é que você adquira um bom casaco/jaqueta lá para usar em ambiente externo e use roupas “normais” por baixo dele para estar nos ambientes aquecidos (roupas brasileiras). Indicamos que você adquira um bom calçado por lá pois existem boas opções waterproof (à prova de água) e antiderrapante, os quais são muito indicados se você for conviver diariamente com a neve.

Essas roupas mais adaptadas ao clima de inverno geralmente têm preços bem mais acessíveis lá do que se você for procurar comprá-las aqui no Brasil.

17Qual a vantagem de contratar uma agência de intercâmbio? Como a OPEN me auxiliará?

As principais vantagens em contratar uma agência no Brasil, especialmente a OPEN:

- Maior segurança: Seu contrato será em português;

- Orientação: Seu filho vai ter suporte em todo o processo desde o planejamento da viagem até o seu retorno;

- Indicação de escolas: A OPEN só trabalha com escolas sérias e consolidadas e já visitou quase todas as instituições oferecidas para comprovar a qualidade do ensino e poderá indicar a mais adequada ao seu perfil;

- Tranquilidade para os pais: Durante a viagem os pais terão o contato da agência aqui do Brasil para auxiliá-los.

Algo importante para você saber é que não há desconto ou variação alguma de preço se o aluno contratar o curso diretamente com a escola no exterior porque na verdade a remuneração da agência é paga pelas escolas como uma forma de comissão variável pelo número de alunos recrutados pela agência para aquela escola, ou seja, não há vantagem financeira para o aluno em contactar diretamente a escola.

1 de abril de 2016

Clima no Canadá

1 de abril de 2016

Meu dia-a-dia no High School

1 de abril de 2016

O que não fazer numa homestay

 

Nome


Email


Telefone


O que procura?

Estudar no exterior?Trabalhar no exterior?

A sua mensagem